Guia básico sobre SEO: 5 etapas que qualquer um pode seguir e fazer SEO

 

Não tem um grande orçamento de marketing? Não pode se dar ao luxo de contratar uma agência de SEO ? Não se preocupe.

 

É possível começar com SEO você mesmo.

Dez anos atrás, eu estava trabalhando como motoboy e vi meu patrão falar sobre como captar clientes pela internet. Saquei na hora….

Sendo um motoboy, não tinha um grande orçamento para investir em marketing. E passei a conhecer os links patrocinados.

Comecei a ler alguns blogs de Otimização de sites. Então, tentei implementar algumas das estratégias sobre as quais eles estavam falando e, finalmente, consegui classificar o site para algumas palavras-chave relacionadas ao meu serviço de motoboy.

resultados de um site iniciando em SEO

 

Agora, eu não estou lhe contando essa história para impressionar você, mas sim para impressionar você que com a orientação correta, qualquer um pode fazer SEO .

Você só precisa da estratégia correta.

Felizmente, SEO é bastante simples. É sobre:

  • Entender o que seus clientes-alvo estão pesquisando;
  • Criando conteúdo em torno desses tópicos (postagens de blog, páginas de produtos, etc.)
  • Cuidar do material “técnico” para aumentar essas páginas nos mecanismos de busca (isso inclui o link building.)

Neste guia passo a passo, você aprenderá tudo o que precisa para fazer SEO por conta própria.

 

cinco dicas basicas de SEO para alavancar seu site

Cinco dicas básicas de SEO para alavancar seu site

 

1. Faça pesquisa de palavras-chave

A maioria das campanhas de SEO começa com pesquisa de palavras-chave . Essencialmente, a pesquisa de palavras-chave é uma atividade de SEO que envolve encontrar as palavras ou frases mais populares que seus clientes-alvo usam ao pesquisar o que você faz.

Depois de saber quais são essas palavras ou frases, você pode otimizar seu site para classificá-lo melhor.

Seu objetivo final? Certifique-se de que todas as páginas do seu site estejam otimizadas para as palavras-chave certas.

Veja como começar.

 

Faça uma lista de todas as páginas que você tem em seu site

Você pode usar a ferramenta de criação de sitemap para fazer este procedimento

Ou se você estiver usando o WordPress, você pode usar um plugin como Exportar todas as URLs  para extrair todas as suas páginas.

 

1.2 Encontre e mapeie uma palavra-chave “head” para cada página

Uma palavra-chave “head” é ​​a principal palavra-chave para a qual você deseja otimizar a página.

Para começar, você pode aproveitar a pesquisa de seus concorrentes.

Veja a página que você está tentando otimizar. Adivinhe a melhor palavra-chave possível. Em seguida, digite seu palpite no Google e veja as tags de título .

Procure por frases comuns entre as principais páginas do ranking. Por exemplo, se eu pesquisar “como aliviar dores nas costas”, posso ver que a maioria das páginas está otimizada para “alívio da dor por causa de sinusite”.

Sugestão de pesquisa: Como aliviar dores nas costas

 

Essa parece ser uma palavra-chave apropriada para segmentar.

No entanto, esta não é a maneira mais infalível de fazer as coisas, pois você não pode dizer quanto volume de busca ou tráfego em potencial tem uma palavra-chave.

Então, um método melhor é dar uma olhada nas palavras-chave para as quais você já classifica. Você pode fazer isso no Google Search Console  ( aqui está um guia  que mostra como configurá-lo) ou usando o  relatório de palavras-chave Orgânicas em softwares com SEM RUSH, AHREFS entre outras.

Ainda não tem seu site configurado? Cole uma página concorrente semelhante e observe as palavras-chave para as quais ela está classificada.

Escolha o que parece ser o melhor ajuste.

Em seguida, pegue essa palavra-chave, procure-a no Gerenciador de palavras-chave da sua ferramenta favorita citada acima e verifique o tópico principal .

Isso informa se você pode classificar a palavra-chave escolhida e, ao mesmo tempo, segmentar um termo de volume mais alto. Por exemplo, se eu digitar “como aliviar a dor nas costas”, posso ver que ela sugere “alívio da dor nas costas” como o tópico principal .

 

1.3 Encontrar e mapear variações de cauda longa em cada página

Palavras-chave de cauda longa são palavras-chave relacionadas, para as quais sua página também pode ser classificada.

Em um de nossos estudos , descobrimos que a página de classificação número 1 em média também será classificada em aproximadamente 1.000 palavras-chave relevantes. Portanto, não apenas você deve otimizar sua página para um termo “principal”, mas também deve tentar otimizá-la para várias palavras-chave de cauda longa.

Uma maneira de encontrar variações de cauda longa é examinar as sugestões do preenchimento automático do Google.

Sugestões de palavra chave no Google

Sugestões de palavra chave no Google

 

Isso lhe dará idéias mais do que suficientes para começar.

Você pode levar isso um passo adiante, pegando as 3 a 4 melhores páginas do ranking e fazendo uma  análise do conteúdo e dos back links e saber como atacar as primeiras posições. Seus concorrentes irão perceber a sua presença…..(kkkk)

 

2. Realize o SEO na página

SEO on-page é o processo de otimização dos elementos na página da Web de um site (como conteúdo, estrutura, código etc.) para ajudá-lo a se classificar melhor no Google.

A maioria das pessoas acha que isso se resume ao número de vezes que elas mencionam suas palavras-chave na página. Isso esta errado.

O recheio de palavras-chave – a prática de palavras-chave que não são naturalmente usadas para fins de SEO – morreu muito mais de uma década atrás. Atualmente, o Google pode entender sinônimos e palavras semanticamente relacionadas.

Quer uma prova? Aqui está o resultado número 1 para “melhores músicas de break music”:

resultado de pesquisa #melhores músicas de break music

 

2.1. Crie tags de título irresistíveis e meta descrições

Chegar à página 1 é apenas metade da batalha vencida. A outra metade é convencer o pesquisador a clicar na sua página sobre os outros resultados. Como você pode fazer isso?

Escreva tags de título e descrições que obriguem o pesquisador a clicar.

Mais cliques = mais tráfego! (E mais tráfego geralmente significa mais vendas.)

Além disso, há evidências de  que uma CTR (click-through-rate – taxa de cliques ) mais alta pode ter um efeito positivo nos rankings.

Aqui estão algumas dicas para escrever títulos e descrições atraentes:

  • Mantenha-os curtos: o  Google começa a truncar as tags de título e as meta descrições depois de um determinado período. Use este simulador SERP para verificar se você está dentro dos limites.
  • Use palavras de “poder”:  Impressionante . Poderoso . Comprovada . Etc. Estas são todas as palavras que evocam uma resposta emocional dos leitores. Veja mais palavras de poder aqui .
  • Inclua sua palavra – chave alvo : não é um requisito absoluto. Às vezes não faz sentido fazer isso. Em geral, no entanto, essa é outra boa maneira de mostrar ao usuário que sua página é o resultado mais relevante para a pesquisa.

Para saber mais sobre como escrever a etiqueta de título perfeita, confira nosso processo de 4 etapas . Vamos lá!

 

2.2 Use URLs descritivos

Um URL descritivo é um URL que informa o que você deve esperar de uma página.

Aqui está um exemplo: https://www.otimizacaodewebsite.com.br/servicos-ows/otimizacao-sites-seo/

Não é preciso ser um gênio para descobrir que esta página é sobre SEO – é imediatamente aparente apenas da URL . Isso torna o resultado mais clicável. Isso porque é mais provável que os usuários tenham mais probabilidade de clicar em um resultado que demonstre o que eles devem esperar da página em termos inequívocos.

Além disso, em nosso estudo anterior de dois milhões de palavras-chave, descobrimos que havia uma pequena correlação entre classificações mais altas e palavras-chave na URL .

 

2.3 Adicionar links internos

Links internos conectam as páginas do seu site umas às outras. Por exemplo, este é um link interno para o nosso guia de palavras-chave de cauda longa.

Por que eles são importantes?

Os links internos ajudam a transferir o PageRank  e aumentam a “autoridade” de páginas específicas no seu site. Não apenas isso, mas o Google também analisa o texto âncora do link interno para ajudar a entender melhor a página.

Infelizmente, a maioria dos sites negligencia isso. Eles se concentram em criar novas páginas, mas esquecem de ligá-las.

Não cometa o mesmo erro. Aqui está uma maneira rápida de começar:

Você tem uma página para a qual deseja vincular. Tem uma palavra-chave alvo.

Agora vá para o Google. Digite site:yourdomain.com + “keyword”. Este operador de pesquisa mostrará as páginas indexadas em seu site que mencionam o termo de destino.

Por exemplo, se eu quisesse adicionar links internos à nossa postagem “Criação de Sites em São Paulo”, isso é o que eu procuraria:

Sugestões de palavra chave no Google Criação de sites

Sugestões de palavra chave no Google Criação de sites

 

Em seguida, percorra rapidamente essas páginas e encontre aquelas em que faz sentido adicionar links internos.

Em seguida, no CSV arquivo, você pode facilmente classificá-los por tráfego orgânico ou URL Avaliação ( ferramenta de SEO ) para encontrar as páginas mais poderosas em seu site onde você pode adicionar links internos. E depois seja feliz!

 

3. Trabalhar em correções técnicas

Se você começou um rastreamento no início deste post e você tem um site relativamente pequeno, ele deve ter terminado agora. A boa notícia: a Auditoria do site feita em ferramentas com Ahrefs mostrará todos os URLs do seu site que estão enfrentando algum problema.

Tudo o que você precisa fazer é descobrir quais URLs têm erros e seguir as recomendações fornecidas

Abordo agora os dois dos problemas técnicos mais comuns enfrentados pelos pequenos empresários.

 

3.1 Torne seu site seguro usando HTTPS

Está vendo esta pequena fechadura aqui abaixo?

 

HTTPS do site OWS Internet

HTTPS do site OWS Internet

 

O site é seguro através do uso do protocolo HTTPS . Isso significa que o site é criptografado: somente o computador e o servidor da web podem ver os dados transmitidos do seu navegador.

Jargão técnico à parte, por que você deveria se importar?

Segurança é essencial. O Google disse isso . Em 2014, o Google anunciou que o HTTPS é um fator de classificação.

Embora haja apenas um pequeno aumento de classificação, você ainda deve se certificar de que está usando HTTPS em todo o site.

Para saber como configurar o HTTPS corretamente, leia este guia .

 

3.2 Verifique se o seu site é carregado rapidamente

Você não odeia quando está tentando acessar um site e leva uma eternidade para carregar? Então faça seus clientes.

Se você deseja criar uma experiência de visitante tranquila, precisa garantir que o site seja carregado rapidamente.

Além disso, há incentivo extra para você também. A partir de 2010, o Google afirmou que a velocidade da página é um fator de classificação . Isso é especialmente importante agora que o Google lançou a indexação mobile-first .

Você pode usar a ferramenta PageSpeed ​​Insights do Google  para verificar sua velocidade (é grátis!).

No entanto, com o Google PageSpeed ​​Insights, você terá que verificar a velocidade de cada página individualmente. Não é um grande problema se você tem um site pequeno, mas ainda pode ser bastante demorado.

Veja algumas dicas sobre como melhorar a velocidade da página:

  1. Escolha a hospedagem certa.  A hospedagem que você usa (servidor compartilhado versus servidor dedicado) é importante para a velocidade do seu site. Aqui está um guia  que compara a eficácia de diferentes hosts do WordPress.
  2. Reduza os tamanhos das imagens.  Se você estiver usando o WordPress, você pode instalar um plugin chamado ShortPixel . O ShortPixel comprimirá automaticamente suas imagens enviadas sem comprometer sua qualidade. Saiba mais sobre isso em nosso guia completo de imagem SEO .
  3. Ativar o cache do navegador. Quando você ativa o cache do navegador, seus visitantes podem armazenar os elementos da sua página no disco rígido. Isso, por sua vez, permite que eles carreguem sua página sem enviar outra solicitação HTTP ao seu servidor na próxima visita (ou seja, carregamento mais rápido!). Com o WordPress, você pode usar um plug-in chamado W3 Total Cache  para ativar o armazenamento em cache com facilidade.

Não está usando o WordPress? Confira este guia  em mais dicas sobre como acelerar seu website.

4. Construa alguns links

Links são importantes. Eles são um dos três principais fatores de classificação do Google .

Esta é a razão pela qual uma grande parte do SEO é sobre o edifício da ligação. É tudo sobre o uso de estratégias criativas para que outros sites adicionem um link ao seu.

Há muitas táticas comprovadas de construção de links que  você pode usar para obter mais backlinks para seu site.

Aqui estão dois deles:

4.1. Link de site da comunidade

Os sites da comunidade são lugares onde seu público-alvo se encontra para discutir tópicos, trocar dicas e pedir ajuda. Estes são lugares como fóruns, Reddit, Quora, grupos no Facebook e assim por diante.

Participe da comunidade, faça amizade com os outros, agregue valor e você terá a chance de promover seu website.

Tome nota que os links que você construiu aqui são geralmente nofollowed. Mas isso não é necessariamente uma coisa ruim. A promoção nesses sites aumenta a exposição. Mais globos oculares podem levar indiretamente a mais links.

 

4.2 Replicar os backlinks de seus concorrentes

Se seus concorrentes tiverem mais links do que você, não se preocupe! Você pode replicá-los. Você só tem que descobrir quem está ligando para eles (mas não você) e encontrar uma maneira de replicar esses links.

Para fazer exatamente isso, você pode usar uma ferramenta chamada MOZ .

Tudo o que resta a fazer é analisar os resultados e descobrir o motivo pelo qual eles se ligaram a seus concorrentes, mas não a você. Então, estenda a mão e veja se você pode proteger o link para si mesmo!

Leia o nosso guia completo para replicar os backlinks de seus concorrentes  para aprender mais maneiras de fazer isso.

Essas duas estratégias são apenas a ponta do iceberg quando se trata de construir um link. Se você está procurando mais táticas, aqui está a lista completa de estratégias de criação de links que  você pode implementar.

 

5. Planejando com antecedência

O que você fez até agora é otimizar seu site existente  para obter melhores classificações.

Mas isso não é o fim.

De um modo geral, quanto mais páginas você tiver, mais palavras-chave você poderá classificar. Então, se você quiser mais tráfego de busca, você precisa criar mais páginas que classifiquem. Como?

Segmente palavras-chave informativas.

Estas são as consultas de pesquisa em que o usuário está procurando mais informações sobre um determinado tópico. Essencialmente, a ideia é criar conteúdo que se classifique para essas consultas de pesquisa, que você pode, eventualmente, canalizar  para as vendas.

Crie um conteúdo que corresponda à intenção de pesquisa. Em seguida, no artigo, você pode promover diretamente seu produto ou encaminhá-lo para o próximo estágio do funil, fazendo com que ele se inscreva em seu boletim informativo.

O processo de otimização é o mesmo:

Realize pesquisa de palavras-chave, encontre um termo de cabeça que você deseja atingir (junto com variações de cauda longa), faça SEO na página, certifique-se de que não há problemas técnicos e construa alguns links.

Se você quiser saber como executamos nossa estratégia de marketing de conteúdo para conquistar milhares de clientes, acesse nossa pagina de contato e preencha o formulário.

CONCLUSÃO

Este guia de SEO simples abrange os fundamentos do SEO

Você pode seguir este guia várias vezes para otimizar seu site e começar a classificar palavras-chave relevantes e relevantes.

Mais sucesso nos mecanismos de pesquisa = mais tráfego e potencialmente vendas.

Ou, se você preferir continuar na rota ” Faça você mesmo” , saiba mais sobre táticas e estratégias em nosso blog

Nosso site https://www.otimizacaodewebsite.com.br

 

Atendimento Online das 8.00 as 21.00 hrs
Criação de Site | SEO | Link Patrocinado